Yasmeenah pira (Noitada sertaneja)

letra de Bashir El-Mofty
melodia de Arogo Masopakyindi e Izdihar Khullud

Convidei Yasmeenah
Pra dar uns bordejos
Numa casa de shows
Em noitada sertaneja.
Chegando lá no evento,
Senti uma mão boba
Pensei que fosse Yasmeenah,
Mas ela estava na frente numa boa.
Alguém na fila me avisou
Que foi um trombadinha
Que bateu minha carteira,
Mas eu mantive o sangue-frio:
Duas quadras adiante
Aconteceu uma explosão.
Choveu pedaços do meliante
E a carteira voltou pra minha mão.
**
Yasmeenah pira
Ao ver a cena absurda
A bandidagem se ferrou
Depois de passar a mão
Na minha bunda.
Yasmeenah pira
Ao ver coisa sem igual
Porque chuva de sangue só se vê
No capítulo do Juízo Final.
**
Parecia até mágica
A minha carteira estar intacta.
Pois, se fosse o contrário,
A nossa noite teria acabado
Antes mesmo de começar.
**
Yasmeenah pira
E pergunta a si mesma:
“Como é que meu ficante
Põe uma bomba na carteira?”
Yasmeenah pira
E as mina pira também:
“Será que o cara é da terra
Do finado Saddam Hussein?”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s