Unha-de-fome, eu? E daí???!!!!

[CHIEKO HOSOKAWA]

Eu assumo a minha sovinice. Se me chamarem pra sair à noite, que seja para uma boca-livre.
Eu só me permiti uma única despesa enorme na minha vida: uma cirurgia de aidoiotomia total. Ou seja, paguei para um açougueiro arrancar meu útero, minhas trompas e meus ovários. E por que estou viva? A peguete dele era enfermeira profissional. O que fiz no passado me garantiu uma economia monstruosa em remédios pra dor de cabeça e pílulas anticoncepcionais hoje que não me arrependo nem um pouco de ter entrado na faca de destrinchar frango à passarinho.

Posso parecer cruel no meu estilo de humor sarcástico. Mas fazer o quê? Enquanto o meu pai Raiden Hosokawa passava açúcar em mim, minha mãe Sayaka Hinikunaga passava talquinho… DE ENXOFRE!!!

Os psicólogos podem até dizer que estou até hoje presa na fase anal, mas isso não é aval para fio-terra. SORE O WASURETE, BAKA MIN’NA-SAN!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s